sábado, 30 de julho de 2016

Escondidinha





Ando assim escondidinha...
Atrás de certa tristeza,
Atrás de minha sombrinha,
Atrás de minhas certezas...
Ando assim meio sem rumo,
Em vão tento me buscar!
O laço dos meus cabelos quero desembaraçar
Voltar á antiga ciranda num vestido de rodar.
Talvez ser uma cantiga que se retira da manga,
Ou os versos de um poema feito de mar e areia,
Conchas catadas na praia, ondas branquinhas, sereia...
Mas ando mesmo escondida, desligada desse mundo.
Sempre fui uma reclusa, mas ficava na janela...
O coração bate forte, dói com tanta crueldade,
Não quero mais ver as dores que choram pela cidade!
(Choro que sai do papel e vira realidade...)
E a alma da poeta sentiu tanto que cansou!
Quis ficar escondidinha no poema que restou...







10 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa Tarde, querida amiga Anne!
Sua poesia está bem acordadinha... linda como sempre pois a essência dela não se apaga em seu nobre coração...
Bjm muito fraterno

✿ chica disse...

Escondidinha,mas bem antenadinha,rs Linda poesia, bem do jeitinho Anne, com o coração! De volta das férias e estou lendo teu livro, adorando! bjs, chica

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

E aqui chegou deixando esse lindo poema para nos encantar.
Seja bem vinda novamente amiga Anne
Bjs-Carmen Lúcia.

Amara Mourige disse...

Anne, escondidinda, mas muito presente no nosso coração! Poesia encantadora!
Um lindo regresso!
Beijos
Amara

Toninho disse...

Olá Anne que legal ver voce com sua poesia tão Anne.
Dizem que poesia não se tranca em gavetas ou armários,
ela se rebela e pula para o papel.
Que bom que assim nós recebemos esta arte tão bela.
Já recebi o seu livro e pronto para viajar por ele.
Depois falo sobre ele na pagina.

Um abração amiga e que tenha uma abençoada semana.

Anete disse...

Olá, Anne!
Poema lindo e cheio de sentimentos... Que bom vê-la postando...
Um abraço grande e uma boa semana...

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Anne.
Vez em quando esconder-se gera uma proteção imensa para tantas mazelas observadas e sofridas, como se fosse necessário ficar por um tempo em proteção até criarmos forças para aparecer!
Amei a poesia, perfeita como todas as suas.
Espero que fique!
Saudades!
Tenha uma excelente semana.
Beijos na alma!

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Anne.
Vez em quando esconder-se gera uma proteção imensa para tantas mazelas observadas e sofridas, como se fosse necessário ficar por um tempo em proteção até criarmos forças para aparecer!
Amei a poesia, perfeita como todas as suas.
Espero que fique!
Saudades!
Tenha uma excelente semana.
Beijos na alma!

Beatriz Bragança disse...

Querida Anne
Face a tantas desgraças, às vezes apetece mesmo ficar escondidinha, principalmente quando nos sentimos impotentes para melhorar tudo!
Belo poema, para muita reflexão.
Um beijinho
Beatriz

Tatiana Moreira disse...

Mesmo tristinha a poetisa sabe nos tocar e encantar com palavras tão doces para a alma!
Mas dias melhores estão por vir!
Beijos com saudades desse rico espaço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...