quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Você decide o final

BC: Você decide o final



Esta é a BC do amigo Carlos do blog:


(Clique no link para participar!)

A brincadeira é assim: o Carlos propôs essa história abaixo e nós devemos terminar, decidindo o final.

O meu final está em vermelho após o conto!




O namorado de dona Evelina

Quem conhecia Dona Evelina, não dizia que ela tinha 72 anos. Cabelos grisalhos desde os 40 era conhecido como o seu charme, ela costumava dizer que Deus havia pintado o seu cabelo para sempre. Casara com Dagoberto muito cedo e apesar de terem a mesma idade, todos diziam que Dona Evelina parecia mais nova do que ele. Ele era dono de um famoso restaurante do Rio de Janeiro e ela apenas o ajudava na administração de tudo com o único filho do casal, Estevão. Quando completaram 51 anos de casados viajaram por todo o Brasil, conheceram Portugal e o Egito. No outro dia quando chegaram de viagem Dagoberto passou mal e chegou a falecer. Engana-se quem pensa que Dona Evelina deixou-se abater. Acreditava em vida após a morte e sabia que o destino de Dagoberto seria bom, pela pessoa que foi em vida. Depois da missa do sétimo dia do marido, Dona Evelina desfez de tudo o que pertencia a ele. Trocou móveis do apartamento, derrubou paredes, pintou paredes, mudou quadros e não queria nada que lembrasse o marido falecido. Decorou a casa com arranjos florais, passou a organizar jantares com amigas, entrou na academia e se matriculou em um curso de informática. O que Dona Evelina queria mesmo era viver a vida. Com um único filho já casado e agora viúva, nada poderia detê-la a ficar em casa oprimida. Passou a ir com mais frequência a praia com as amigas, para o cinema, para a sorveteria e passou a amar navegar na internet. E foi pela internet que Dona Evelina conheceu Ugo, um rapaz de 34 anos, sobrinho de uma amiga dela. Descobriu que Ugo era solteiro e trabalhava como arquiteto. Marcaram de se encontrar e depois de um tempo em segredo, perceberam que já estavam se gostando e namorando.

- Amanhã, vou te apresentar ao meu filho Estevão. Ele vai te adorar.

Ugo estava radiante, finalmente encontrara o amor da sua vida. Já havia namorado garotas da sua idade e a experiência não foi tão legal. Claro, ele estava preparado para enfrentar os preconceitos tanto da sociedade, quanto da família e dos amigos. No outro dia pela manhã Dona Evelina levou o namorado para apresentar ao seu filho Estevão. Estevão não esperava aquela situação. Ficou assustado. Levantou-se da cadeira e falou:

- Namorado? Como assim, mamãe?

(Continue a História)



_  Pois é, filho! Eu estou namorando. Este aqui é o Ugo.

Os dois se cumprimentaram e começaram a conversar.

Estevão estava preocupado com as intenções do rapaz, já que sua mãe era mais velha e possuía muitos bens.

Ao contrário do que esperava, a conversa fluiu leve e serena. Dona Etevina serviu um café com bolo de laranja e os três passaram a tarde numa prosa boa!

Ao final, Estevão soube que Ugo vinha de uma família abastada e era herdeiro de uma grande fortuna. Tinha um temperamento generoso e era um rapaz amadurecido para sua idade. Na verdade era bem mais antiquado que as pessoas da idade de sua mãe!


Com o tempo e a convivência Estevão aceitou esse namoro e percebeu que Ugo era do bem, estava realizado com dona Etelvina e a fazia feliz.


Assim, viveram felizes para sempre!






14 comentários:

✿ chica disse...

Anne, ficou muito legal e por enquanto, só eu que fui ruinzinha com D.Evelina,rs bjs, chica

Dorli disse...

Ah!
Pelo ao menos uma que deu um final feliz.
Presta atenção: eu sei que é inteligente, então mata essa charada: Eu sou infinitamente feliz.kkkk
Beijos
Lua singular

Anete disse...

Caramba, que história intensa, Anne! Bem bolada e muito bem construída!! Rsss...
Relaxei...

Beijos e uma noite superfeliz...

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Muito legal o seu final, Anne
Mas eu fui bem má com o namorado de
Dona Evelina...rs
Passe lá para conferir.
Um beijão de
Verena e Bichinhos

Carlos Hamilton disse...

Dona Evelina se deu bem...
Gostei Anne, parabéns.
Obrigado pela participação.

Abraços

Arlete Mourige disse...

Que história ! Muito criativa.D.Evelina sabia viver.Beijos

Arlete Mourige disse...

Que história ! Muito criativa.D.Evelina sabia viver.Beijos

Amara Mourige disse...

Linda história,gostei do final.
Sabia que você ia dar um final feliz para D. Evelina!
Beijos
Amara

Amara Mourige disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lis disse...

oi Anne
Voce caprichou e fez o certo,
bateu o martelo com 'foram felizes para sempre'
adoro esses finais românticos rs
brincadeiras à parte, a Anne é poeta e sabe bem florear um conto.
Parabens
abraços

Crocheteando...momentos! disse...

Caprichou no final!
Gostei do mesmo!
Bj

Jack Lins disse...

Olá menina,
adorei a história...sei bem o que é viver pré conceitos, afinal sou 20 anos mais nova que o marido fofo, e tenho a idade do filho mais velho dele, mas isso nunca foi problema pra nós.
Beijos

Marilene Domingues disse...

Boa noite Anne, desta vez não consegui participar,mas adorei o seu final, acho que daria também um final semelhante ao seu.Dona Evelina se deu bem, que bom né.
Beijos com muito carinho
Marilene

pensandoemfamilia disse...

Vc deu um interessante desfecho. Fiquei bem curiosa pelo seu encaminhamento. bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...