sexta-feira, 4 de julho de 2014

Propriedade







Propriedade

(Anne Lieri)




Mãe vê a filha partir
Sabe que irá voltar
É hora de ir...
Precisa estudar!



Dói o seu coração
Mãe é sempre saudade
Pede a Deus por proteção
Filhos não são propriedade!





Apesar de saber que filhos são para o mundo e não para a gente, sempre me dói quando acaba o fim de semana e minha filha tem que voltar para a faculdade.

Podem dizer o que for mas as mães gostam de ter seus filhos por perto!

Esta é a minha participação no projeto: uma imagem,140 caracteres das blogueiras Silvana e Mari.


Clique no link abaixo e participe também:







18 comentários:

Maria Rosa Sonhos disse...

Anne! E assim vamos integrando nossa maturidade de mãe com a delas, de filhas. Fico só pensando na minha vez com a Laura! Acho que é como misturar choro e jazz. Mas, agregando mais jazz do que choro! Beijo! Renata

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Dói mesmo Anne eu sei e como dói, até hoje o meu menino casado que mora aí em SP, quando vem me ver na hora de ir-se embora as lágrimas rolam, Anne desculpe a ausência a Camilinha entrou em depressão e estou correndo um bocadinho com ela, está difícil, mas o Pai com certeza irá mostrar a ela que nada acabou apenas é uma parada e depois uma linda nova vida, por que ela vai conhecer o ser que ela mais vai amar no mundo, o Luca, beijos

✿ chica disse...

Te entendo muito bem,Anne! Falaste tudo! Lindo!!! A hora de vê-los partir é fogo! beijos,tudo de bom,chica

Ailime disse...

Bom dia Anne, adorei a sua participação e nem imagina ao meu coração!
Não conhecia o pensamento de Clarice Lispecter que tanto admiro!
Bem verdade o que ela expressa!
Imagine que tenho um dos meus filhos aí na América do Norte, que só vejo uma ou duas vezes por ano...!
Beijinhos e bom fim de semana.
Ailime

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Uma ótima e sábia participação Anne!
e eles precisam voar!
um feliz fim de semana para ti.
abração com carinho

Anete disse...

Participação verdadeira e tocante! Ser Mãe é um privilégio árduo!
Um bom sábado, Anne! Beijos

Tunin disse...

Todas as mães são iguais. Quer os filhotes sob suas asas, protegendo-os e vigiando-os. É inerente às mulheres.
Excelente participação, Anne!
Abração.

pensandoemfamilia disse...

Bem real a sua mensagem em versos. bjs

JAN disse...

Lindo Anne!
Concordo com você.
E encolher é tão difícil!

Abração
Jan

Sonia Tolfo disse...

É isso mesmo, gostamos de estar sempre juntos embora sabendo que é natural a partida. Bela participação!
Abraço!
Sonia

Mari B. disse...

Ai, Anne, que lindo!
Tanto a postagem, quanto seu texto abaixo e a frase da Clarice Lispector, mostram como as mães se sentem: sabem que devem "diminuir" perante os filhos, mas não conseguem ficar sem eles por perto.. sei bem como foi com minha mãe, quando me casei e saí de casa. Estamos perto ainda uma da outra, mas foi um segundo cordão umbilical a ser cortado.
A partida é natural e procurada, mas ainda assim compreendo como as mães se sentem.
Abraços
Mari

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Que emocionante participação, Anne
E é bem assim mesmo.
Aqui, quando eles chegam é uma alegria e quando se vão, o meu coração fica apertadinho...
Um beijinho carinhoso de
Verena e Bichinhos

Sônia Silvino, Crazy about Blogs! disse...

Por falar nisso, como está a filhota?
Beijocas!

Cidinha disse...

olá, Anne. Um belo post! Mãe, sempre mãe. Perfeitas considerações suas e de Clarice! obrigada por partilhar. Bjossssssss e ótimo domingo!

Sandra Botelho disse...

Quando um filho parte, parte um pouco de nós com eles, e esta parte os cuida e não os deixa esquecer que sempre terão nosso abraço para retornar. Bjoa achocolatados

Silvana Haddad disse...

Ô Anne:
Que coisa mais linda sua participação.
Absolutamente emocionante e verdadeira.
Bjs.:
Sil

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Anne
Se não é pra estudar e não podemos ir junto (como eu fiz).. fica ainda o "martírio" depois de casada... aí não tem jeito...
Temos que nos acostumar a tê-las longe geograficamente falando... é o jeito!!!
Bjm fraterno de paz e bem

Beatriz Bragança disse...

Querida Anne
Parabéns pela sua Participação!
Como eu a entendo!
Síndrome de Ninho Vazio é o pior que nos pode acontecer!
Segundo J.S.Nobre»Deus dispõe as coisas de maneira que não nos esqueçamos de que os sofrimentos purificam,aperfeiçoam e preparam o espírito para melhor saborear as delícias da felicidade».
Aguardemos o momento em que, de novo,teremos as nossas filhas junto de nós.
Um beijinho
Beatriz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...