sábado, 12 de outubro de 2013

Olhar da lua

Olhar da lua

(Anne Lieri)





Um dia é pouco tempo
Pra falar de uma criança
Daquela que ao relento
Não vê mais graça na dança.



De olhar sofrido e minguado,
Toda suja e pés no chão,
Sorriso que foi roubado
Por noites de solidão.



Do céu o olhar da lua
Alento para os pequenos
Eles são donos da rua
Das drogas que são venenos.




Frio cortante no seu peito,
Jogada num papelão,
Quando passa algum sujeito
Não lhe dá nem atenção.



Se conseguisse dormir
A fome a deixaria.
Talvez sonhasse a sorrir,
Numa ilusão de alegria.



Entretanto a realidade
A cutuca dia e noite.
Sem a menor piedade,
Não minimiza os açoites.



Quem sabe um anjo viria
Estendesse sua mão
A lua então sorriria
Em sinal de aprovação!











8 comentários:

Arlete Mourige disse...

Oi Anne !Muito linda homenagem às crianças.É muito cruel a realidade de algumas crianças no nosso país.Bjs

✿ chica disse...

Lindo,emocionante,Anne! Pena que nem todas tenham o direito respeitado. Pena mesmo! Linda poesia! bjs,chica

Araan disse...

Bela homenagem as crianças
linda poesia...bjs...Araan
http://blogaraan.blogspot.com.br

Anete disse...

Realidade lamentável num lindo poetar, Anne!...

Feliz Dia Das Crianças! Ser como elas na espontaneidade, simplicidade e voos é valioso demais!

Beijos

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia Anne.
Que cada um de nós possa ser esse anjo e faça nem que seja uma criança sorrir.
Realmente é lamentável a vida de muitas crianças,e isso nós deixa indignada,mas podemos fazer a nossa parte,uma pequeno ato de amor.
Belíssima postagem,só esse seu ato de amor,já é uma atitude conta essa situação.
Um ótimo dia.

Sotnas disse...

Olá Anne, e que tudo esteja bem!

Um poema deveras intenso este compartilhado por você.
Com sensibilidade e palavras bem elaboradas o teu poema expressa a triste e dura realidade de muitas crianças em todas as partes do planeta, infelizmente, isto não sensibiliza os que exercem a função de fazer a vida das pessoas menos trágica, e menos dorida, parabéns e obrigado por compartilhar, e por tua amizade e visitas e gentis comentários também!

E grato eu desejo que seja sempre deveras intenso e iluminado de felicidade o teu viver, um grande abraço e, até mais!

Clara Lúcia disse...

Que os anjos cuidem de todas as crianças...
Que judiação ver criança assim, jogada ao relento... que o anjo da guarda de cada um esteja sempre por perto...
Que dó, Anne.... que dó!!!

Amara Mourige disse...

Anne, linda e emocionante poema as nossas crianças esquecidas!!
Beijos
Amara

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...