sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Crueldade

Crueldade

(Anne Lieri)





Ando triste e preocupada
Com a violência que vejo
Tem gente tão desalmada
Que por vezes lacrimejo.



Ao ver os noticiários
Cada vez me espanto mais
Não tem dia, nem horário
A crueldade é demais!



São frios os assassinatos
Dentro da própria família
Ninguém pensa nos seus atos
Sem oração nem vigília.



Assaltos a mão armada
Praticados por meninos
A vida banalizada
Por maldosos assassinos.



A linha entre vida e morte
É tênue, basta estar vivo
Não existe azar ou sorte,
Morrer é intransitivo.



Façamos uma oração
Pedindo a Deus, consciência
Aos homens maior visão
Mais amor e paciência!






11 comentários:

✿ chica disse...

Anne, só com muiiiiiiiita oração e JUSTIÇA atuante podemos reverter esse feio quadro. Enquanto menores praticarem atos de adultos, com maldade e violência e não forem presos, mas não presos por horas e depois liberados. As coisas tão difíceis. Linda poesia, triste e feia realidade! Pena! beijos,chica

Ritinha disse...

Pois é!!!
Dificil demais tanta crueldade e tanta gente perdendo a vida por banalidade.
Mas infelizmente é a mais dura e cruel realidade desse tempo, pois a impunidade impera, e não há educação e nem respeito.
Perderam-se muitos valores nos ultimnos anos.
Somos então essa exceção. Façamos a diferença espalhando amor e paz.
bjs
Excelente final de semana
Ritinha

Calu B. disse...

Aqui me junto à vc
neste igual assombro
clamar pela humanidade
rogar por solidariedade.

A cada dia ficamos mais e mais atônitos com a violência sem fim que vemos.Até quando o poder público irá fazer ouvidos moucos para a urgente mudança em nosso código penal?

Bjos,
Calu

XicoAlmeida disse...

Verdade, Anne. Paciência e muito, muito amor.
E compreensão, e atenção.
Por vezes um simples olhar, uma palavra certa mesma para o ser humano mais maldoso, pode fazer a diferença e endireitar coisas do caminho da vida.
Todos somos responsáveis em tudo fazer para minimizar os obstáculos e no comungar alegrias e azares, tornar o mundo mais lindo.
Abraço.

Anete disse...

Triste realidade e bonito/exortante poema!
Hoje, quase já não acompanho noticiários, leio alguma coisa p não ficar alienada, mas oro mais... A violência é consequente, não é mesmo?!

Beijos e abraços...

Bell disse...

oi Anne

Ando preocupada tb, com a falta de justiça em nosso pais.
E a falta de intolerância das pessoas, hj se mata por tudo, dá até medo de olhar para as pessoas.

Mas precisamos crer que nem tudo está perdido e pedir para Deus guardar nossas vidas, nossos lares e entes queridos sempre.

bjokas e tenha um fds de paz e amor =)

MARILENE disse...

A cada notícia que leio mais me assusto com a frieza . A vida nada vale para alguns e a crueldade com que é tirada é alarmante. Bjs.

manuela barroso disse...

Ah! Querida Anne todas lhe saem do coração bem sinto, mas esta nasceu-lhe do fundo da alma, com a dor que torna mais belo esse se sentimento!
Nua e crua .
Assim é a sua poesia E tristemente fria e verdadeira.
Não sei porque não se armam de paz!
Parabéns por este momento
beijinhos

Arlete Mourige disse...

Sim cada vez mais a violência impera , é um atriste realidade.Nos resta orar e pedir à Deus por mais amor...amanhã ,21 e o dia da Paz.Bom fim de semana.Gjs

Arlete Mourige disse...

Sim cada vez mais a violência impera , é um atriste realidade.Nos resta orar e pedir à Deus por mais amor...amanhã ,21 e o dia da Paz.Bom fim de semana.Bjs

Pequeno Príncipe disse...

Tia Anne,é muita maldade e pouco amor!
Com carinho
Pedro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...