quinta-feira, 20 de junho de 2013

A falsa revolução das urnas

A falsa revolução das urnas

(Anne Lieri)





Lendo um texto no blog “Escritos lisérgicos” do nosso amigo Christian me inspirei para falar do voto.

Clique para participar da BC AQUI.

Eu pensava que com o voto poderíamos mudar esse país, mas vocês notaram o tipo de candidatos que tivemos nas últimas eleições?

Não sei se vou falar besteira, isso é só um pensamento, uma constatação pessoal: a revolução das urnas é falsa. É como acreditar em Papai Noel.

Eu acredito na democracia, mas não temos bons candidatos há muito tempo.

Eu sou do tempo em que haviam apenas dois partidos nesse país: ARENA e PMDB.

Eu sempre fui do contra, então PMDB.

Meu primeiro voto foi para senador (nem se votava pra presidente) e eu votei... no Fernando Henrique!

Era ele e o Quércia lembro bem!...rss...

Quando surgiu o PT eu comecei a votar no PT.

Votei no Lula até o dia que ele vestiu um terno. Não me perguntem por que, mas depois que o vi de terno, nunca mais consegui votar nele... rss...

Recordo que os partidos tinham a ideologia bem definida.
Era o pessoal da direita e o pessoal da esquerda, quem não era a favor, era contra e sabíamos o que cada um queria dizer.

Nosso país passou por muitas transformações, hoje temos diversos partidos e podemos escolher dentre vários candidatos, mas, não me entusiasmo com nenhum!
Para mim todos dizem a mesma coisa.




Os discursos são tão parecidos que não suporto ouvir certos jargões. Alguns termos são jargões hoje em dia como, por exemplo: “cuidar das pessoas”. Nada contra, mas eu não aguento escutar isso, gente! Todos os partidos dizem isso!

Então, acabo escolhendo meu candidato mais pelo que ele é, pelo seu passado, sua história, do que pelo partido. Ou, se não encontro ninguém da minha confiança, anulo.

Agora, me perguntem se tenho certeza do que estou fazendo?

A resposta é NÃO! Não sei se escolhi bem, só o tempo irá me mostrar, se aquele cara foi correto, se não roubou, se fez alguma coisa que preste, etc...

Por essas e outras é que penso que se não mudar o jeito de fazer política nesse país, vai ser difícil uma revolução através do voto.Aliás, precisa mudar o jeito de fazer política no governo,especialmente.

Sem falar nos políticos que compram votos, que se reelegem só por seus nomes famosos da mídia e tudo o mais!

Deixo aqui a reflexão para todos.

Desencanto? Um pouco, sim!

 Mas a profissão do brasileiro não é a esperança?



13 comentários:

Renata Diniz disse...

Anne! Quanto à política brasileira sou mais realista do que esperançosa. Talvez, pessimista mesmo. Sou a favor do voto nulo. Creio que esse sim provocaria mudanças. Beijo!

✿ chica disse...

Concordo contigo Anne. ra mim a hora do voto é a velha frase> Tenho que escolher a "melhor" mosca pois a M....continua sempre...

beijos,chica

Ritinha disse...

Concordo com vc!
Temos que lutar e não deixar que a impunidade continue.
Dificil, muito mesmo, mas não impossivel!
beijos
Ritinha

Patricia Galis disse...

Eu tbm escolho o candidato pelo seus ideias e não por sigla partidaria, até porque não existe nenhum perfeito, mas estamos no caus pq o povo era submisso demais, por anos os coroneis destes partidos mais antigos estão no poder, temos como mudar sim a condição nas urnas, mas antes nos informar, exigir....se uma pessoa anula o voto, vota de qqr jeito, não fiscaliza e nem se interessa como vai para as ruas exigir mudanças, como diz uma frase que gosto muito um dos piores analfabetos é o analfabeto politico, fora os que vendem votos a troco de favores afff....

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Anne
Anulei meu voto na última eleição (pela primeira vez na vida) e não me arrependi ainda...
Vou continuar assim até me mostrarem que tem algo de diferente...
Bjm solidário de paz

Alê Lemos disse...

Gostei do seu texto. Tb acho que não estamos produzindo bons políticos. Essas passeatas tinham que ter reivindicações mais especificas contra o jeito de governar atual.

Silvana Haddad disse...

Anne:
Creio que no Brasil não se faz política, e sim politicagem.
É por essas e outras, que o caos se instalou por aqui.
É o cúmulo do absurdo o povo ter que ir as ruas pra exigir seus direitos.
Vamos aguardar e esperar por resultados positivos.
Bjs.:
Sil

Christian V. Louis disse...

Anne, interessante que você escreveu aqui exatamente o que uma professora da universidade me disse: "Antes era fácil definirmos o que era direita e o que era esquerda, hoje não dá para considerar o PT como esquerda". E é verdade.
Eu creio também na nulidade do voto e conheço pessoas muito esclarecidas, uma inclusive é parceira de blogue e educadora, que tem fortes argumentos para defender sua postura, uma pena que ela esteja inativa, do contrário, eu pediria para que fizesse um post. Aprendi muito com ela.
A revolução nas urnas para mim é uma utopia realmente e, há quem defenda que não se pode cobrar mudanças anulando o voto, contudo, eu me questiono como podemos também exigir mudanças de quem não está nem um pouco interessado em mudar? Não acredito em político honesto e, se houver algum, acredito que acabe sendo "obrigado" a seguir o que é imposto ou acaba se ferrando. Afinal, um presidente não está sozinho. Como quem entra em uma máfia ou uma seita. E nada nos garante que votos não sejam manipulados.
Muito corajosa sua participação.
Abraço e bom fim de semana.

Amara Mourige disse...

Anne, concordo com você, mas não sei se o voto nulo é uma boa opção!Eu já anulei o meu voto,mas não sei se fiz bem!Concordo com a Silvana, no "Brasil não se faz política, e sim politicagem".
Só sei que estou enojada de política!!
Beijos
Amara

Amara Mourige disse...

Concertando, estou enojada com a corrupção dos políticos!!!
Amara

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi flor!

Perfeita participação.

E toda vez que tem eleição eu vejo o que essa cambada de candidato tem pra falar. E acho tudo tão ruim...

Faz tempo que anulo meu voto, porque na boa? Não acho nada que preste.

Muito bom seu texto.

Beijos

Selma

Bergilde disse...

Anne,comungo do seu pensamento porque assim também percebo o melhor modo de exercer meu papel de cidadã brasileira.Nunca votei pelo partido,mas pelo que o representante demonstrava ao longo de seu percurso político e honestamente até agora meus candidatos quase todos perderam as eleições,rss.Quiçá por qual razão...Importante é não desistir de acreditar que é possível melhorar.
Grande abraço amiga e um fim de semana tranquilo para todos nós!

Calu disse...

Totalmente de acordo,Anne.
Penso como vc sobre os partidos de hoje em dia.Tenho a sensação de que são todos cupinchas duma mesma panelinha e que só fazem teatrinho de rivais em frente à mídia.É minha crença que só com uma ampla reforma nos códigos penal e civil é que reverteremos esta política ambígua e corrupta no Brasil.
Bjo,
Calu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...