segunda-feira, 6 de maio de 2013

Cataventos


Cataventos

(Anne Lieri)




Em corações de criança
De lembranças leves e soltas
De pé no chão, lindas tranças.
Na mente, imaginação revolta...



Ventos trazem o passado
Dos cataventos coloridos,
De passo certo, marcado,
De som de risos divertidos.



Um caminhar apressado,
Ver girar o catavento,
Á luz do sol, um sombreado.
Naquele único momento.



Aprendizado admirável
Que vem na força dos ventos.
A alegria inexplicável
Da roda que traz alento.



O cata-vento girou
Na roda, rosa dos tempos.
Já se foi, nem me contou:
Que eu também sou cata-vento.





Esta é minha participação

na BC da Cristiane do blog:



com o tema:

Recordando, aprendendo, brincando.










17 comentários:

Vida & Plenitude disse...


Bonito poema, bonita mensagem!

Um abraço GRANDE, Anne...

Uma boa semana...

Jamilly Mãe do Lucas Davi disse...

Que poema perfeito, obrigada por participar.

beijos

Cristiane Lima disse...

Q lindo!!
Adorei o poema!
Que bom q a Bc te inspirou lindamente, adorei as palavras - um encanto!
Vou colocar lá na fan page, bjss
Obrigada pela participação

Maria Emilia Moreira disse...

Olá, boa noite!
Está um poema maravilhoso!A simplicidade das quadras vão transmitindo ensinamentos para a vida.
Abraços.

Carmem Teresa Elias disse...

Seus poemas sempre nos fazem voar na graciosidade de nossa eterna criança.

poesiasdecarmemteresa.blogspot.com

Tunin disse...

Tu sempre fazes acender dentro de mim, a criançona que sou com esses poemas tão verdadeiros da infância.
Abração.

Letteia Bispo disse...

Amei Anne
Poema muito lindo
Bjus
http://segredosdaluma.blogspot.com.br/2013/05/bc-recordando-aprendendo-e-brincando.html

✿ chica disse...

Linda participação com essa poesia que nos faz rodar no tempo como ele, o catavento! Adorei! beijos,chica

Toninha Borges disse...

eu tb participei Anne.
Amei o poema.
bju

Beatriz Bragança disse...

Querida Anne
Que bonito poema! Faz-nos lembrar a nossa infancia.
Quanta candura,quanta inocencia e quanta sensibilidade se depreende dessas suas palavras..
Muitos parabens com beijinhos da
Beatriz

Beatriz Bragança disse...

Querida Anne
Que bonito poema! Faz-nos lembrar a nossa infancia.
Quanta candura,quanta inocencia e quanta sensibilidade se depreende dessas suas palavras..
Muitos parabens com beijinhos da
Beatriz

SOL da Esteva disse...

Querida Amiga

Cata ventos, creio terem sido das primeiras "criações inventivas" na minha primeira infância. As imensas tentativas que fiz até resultar, são lembrança da teimosia infantil de concretizar o que resultava com os que eram confeccionados pelos adultos.
Acho que foi uma grande victória.
Lindo e evocativo, este teu Poema.


Beijos


SOL

pensandoemfamilia disse...

Oi Anne
Muito bem inspirado o seu poema na roda do catavento.
bjs

EdeEtienne disse...

Linda participação, com a sua poesia! (Anne, não estou recebendo atualizações do seu blog no meu feed... só tenho posts de um mês atrás...???)

Beatriz Paulistana disse...

Boa tarde Anne!!!
Vim agradecer por estar me seguindo, já estou retribuindo e me apaixonei por seus poemas.
Este do cata-vento me fez lembrar da infância, quando vi meu primeiro cata-vento, amei...
Seja sempre bem vinda ao meu cantinho...
Tenha uma semana feliz e abençoada!!!
Bjokas...da Bia!!!

Isabelle Joanne disse...

Você escreve divinamente Anne, adorei, vou copiar com devidos direitos autorais.

Beijos
http://irmacorujando.blogspot.com.br/

Vera Lúcia disse...


Linda participação.
Versos deliciosamente inspirados e que nos remetem à infância.

Beijo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...