quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Impressões


IMPRESSÕES
(Anne Lieri)





Aquele rio que corre em curvas,

O vento que balança a folhagem,

O ar de uma manhã ainda turva,

Pedras brancas e pretas na margem.

No meu coração a quietude

Um olhar em amplitude.

Tudo é imensidão...

E os pássaros voam em formação.

Uma simples florzinha entre as pedras

A luz do sol que abre caminho entre as árvores

Natureza com suas sutis regras

Momento de tranqüilidade...

Eu ainda tão pequena

Diante de tanta beleza!

Tanto a aprender

Ser...

Viver...

Tudo me causa estranheza

E me largo nessa correnteza

Das impressões de sentimentos

Da força das estações,

Do tempo...

Só olhar já me comove!

14 comentários:

Christian V. Louis disse...

A imagem tem tudo a ver com o poema, excelente escolha e poema! Parabéns Anne.
Tem selo pra você nos Lisérgicos.

=> CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

Luzia Medeiros disse...

Adorei a imagem e o poema ficou lindo, doce, perfeito.

Coisas lindas como a natureza nos deixa paralisadas, tudo é perfeito.

Beijos. Tenha um lindo dia.

pensandoemfamilia disse...

Lindo seu sentir transformado em poesia.
bjs

Ana Miranda disse...

Suas "Impressões" merecem mesmo ser compartilhadas, pois são encantadoras!!!

Parabéns por colocar me palavras tão belas visões e sentimentos.

A-do-rei!!!

SILÊNCIO DA MINHA ALMA disse...

Anne: Os Rios correm as curvas e por onde calha, mas a natureza é mesmo assim lindo adorei.
Beijos
Santa Cruz

Rosa Branca disse...

Muito lindo e delicado !!

Tenha um otimo dia

Mari Rehermann disse...

Nem sei o que está mais lindo...se o poema ou a imagem! Perfeita sintonia entre ambos!!
Amei!!

Luz e paz em seu caminho!!
Beijos!!♥

Patricia Galis disse...

Uau arrasou amei!!!

D. Garcia disse...

Um momento a pausa para apreciar a vida; noutro, já estamos de novo envolvidos com tudo que ela nos traz.
Belo poema. Abraços. Daniel.

Everson Russo disse...

Sentimentos que se movimentam com tudo ao redor,,,cores...flores...amores....beijos e uma bela noite pra ti amiga...

Marcos Mariano disse...

Lindo poema, o mundo anda tão turbulento, são tantas mortes, tragedias, a vida é tão agitada, que nos esquecemos que ha muita vida em meio a tanta morte e destruição, a natureza sempre da um jeito de nos brindar com a sua beleza, é só sabermos e pararmos para olhar.

Abraços

http://rebobinandomemoria.blogspot.com

Calu disse...

Viajei nesse teu belo olhar poético que a tudo enfeita.
Sintonias naturais feitas em poesia.
Bjkas,
Anne

Arlete disse...

Ola Anne! Adorei o poema e gostei também do poema" Alegria de criança"
que vi no blog Meu pequeno princípe.

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Tua sensibilidade faz isso, amiga!
Beijooooo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...