terça-feira, 14 de agosto de 2012

Você comeria seu cachorro?





VOCÊ COMERIA SEU CACHORRO?
( Anne Lieri)


Muitas pessoas no mundo são vegetarianas, ou seja, consomem apenas frutas, legumes e verduras.

Na dieta do vegetariano não há nenhum tipo de carne.

Há pouco tempo eu ouvi falar do veganismo.

Pensei que eram pessoas com mania de jogar em Las Vegas!...rss... brincadeirinha, só prá descontrair!...rss...

Os veganistas não consomem nada de origem animal: nem alimentos e “nem usam produtos que tenham sido testados em animais ou incluam qualquer forma possível de exploração animal nos seus ingredientes ou processos de manufatura.”. (*wikipédia)

Eu sou carnívora. Diante disso me sinto a maior pecadora do mundo, confesso!

Apesar de preferir frango e peixe a carnes vermelhas, me alimento com o que tem no dia.

Com relação ao veganismo, procuro não usar produtos de beleza, por exemplo, cuja indústria faça testes com animais. 

Nesse sentido a internet ajuda muito, pois há pessoas que denunciam esse tipo de atitude e nos alertam para indústrias que são torturadoras de animais. Alguns produtos também já tem essa informação no rótulo, mas nem todos.

Acredito que não consumir carne torna a pessoa mais leve.

Um exemplo disso é o espiritismo.

Para ser um médium numa casa espiritual é preciso a reforma íntima em primeiro lugar: bons pensamentos e sentimentos sempre, mas existem algumas restrições no dia do trabalho espiritual.

Os médiuns que trabalham espiritualmente são alertados para não consumir carne, não fumar ou beber, no dia que irá trabalhar.

Isto porque as energias ficam mais sutis e ao “dar um passe” haverá uma energia muito mais pura e limpa para transmitir aos que precisam.

Ainda tenho muito a caminhar, mas ter essa consciência já nos faz dar cada dia um passo a mais em direção ao desenvolvimento espiritual.

Afinal, se temos compaixão dos homens, por que não agir da mesma forma em relação aos animais?


Eu me espanto com os chineses que comem cachorro, pois eu nunca comeria a Fadinha, minha cachorrinha!

Em compensação não deixo de comer vaquinhas, galinhas e peixinhos!...

Admiro quem já chegou lá, pois acredito ser uma grande etapa da evolução espiritual que ainda não alcancei, mas estou no caminho.

Importante é não forçar nada e ser o que se é.



Essa é minha participação na BC do Blog Escritos lisérgicos do 

CHRISTIAN ( cliquem no nome dele e cheguem lá).



13 comentários:

Patricia Galis disse...

Muito boa sua postagem, desde o inicio dos tempos o homem separou bem o animal a ser domesticado e o que iria consumir, sou contra qqr tipo de maus tratos acho um absurdo, gostei do humor que acrescentou.

Christian V. Louis disse...

Já tive mania de jogar em Las Vegas por uns meses mas... a grana acabou. ahahaha.
Brincadeiras à parte parceira, eu fui vegano durante alguns meses no início da adolescência em relação a alimentação, como relato em meu post.
Conheci a cultura vegana, aprendi a não usar couro de animais, sempre fui viciado em coturnos, agora só os uso de couro sintético, costusmo me informar sobre empresas que não praticam crueldade com animais testando e optar por elas... Como uma parceira comentou, sou um vegano de coração, visto que no momento, estando em famílias carnívoras que nunca cooperariam financeiramente com a minha dieta, por enquanto é o máximo que posso fazer pelos animais.
Infelizmente, pertencemos ao mesmo grupo de pecadores especistas... Eu dou um tratamento especial ao meu cão e me alimento de outros animais. Isto é especismo, um racismo animal e claro que também pretendo evoluir e retornar a ser vegano na alimentação também.
Sobre o Espiritismo, eu tenho uma mãe que é médium kardecista e é realmente isto, eles não podem consumir carne no dia dos passes. Outras religiões espiritualistas também são contra o consumo de carne.
Meus parabéns pela sua participação e agradeço pela colaboração.
Por favor, não esqueça de, no final da minha postagem, adicionar seu link para que outros participantes possam ler seu texto.
Um abraço.

LUCONI disse...

Amiga eu também estou igual a você, sinto pena mas como, ainda não cheguei lá e estou pior que você por que luto muito para parar de fumar mas sempre acabo me entregando ao vício, é ainda tenho muito que caminhar, beijos Luconi

LUCONI disse...

aNNE DÁ PARA SEGUIR O RECANTO DOS AUTORES POR EMAIL? EU NÃO CONSEGUI ENCONTRAR POR LÁ O LUGAR PARA ME INSCREVER, BEIJOS DA TAPADINHA LUCONI

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Que texto lindo Anne!
Você sempre nos premiando com textos belíssimos.
Um grande beijo em seu coração.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Anne. Muito boa a sua participação. também sou carnívora, amo peixes, mas como mais carne vermelha.
A evolução então nesse sentido ainda não chegou em mim.
Concordo que os testes com animais não tem nada a ver.
Amo saladas, frutas, talvez um dia eu consiga mais por outras razões.
Beijos na alma e fique com Deus!
Interessante a sua pesquisa.

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Que bonitinho, eu ri:

"Eu me espanto com os chineses que comem cachorro, pois eu nunca comeria a Fadinha, minha cachorrinha!"

Sempre comi pouquíssima carne, mas acredito que isso dever ser de forma natural, aos poucos, com a nossa evolução espiritual. Mas eu tb jamais comeria o meu "Barãozinho". Hahaha!!
bjs, querida!

Sotnas disse...

Olá Anne, e que tudo esteja bem contigo!

Bela postagem, como sempre cá neste teu espaço!

Também sou um consumidor de carne vermelha, mas, não me considero um verdadeiro e voraz carnívoro, e também não consigo entender o motivo de tanta violência humana para com o semelhante e os animais, entretanto cada vez mais acredito que no dia em que o homem deixar de ser este voraz predador o universo estará silencioso de todo lamento!

Grato por tua amizade e visitas eu desejo a você um viver de intensa felicidade, abraços e até mais!

lis disse...

Ah Anne adorei seu texto ,Oportuno e consciente.
Ser vegetariana não é nada fácil num mundo consumista de todo tipo de carne.E só conseguimos quando toda a família adere.
Ficamos mais leves e saudáveis.
Muito bom Anne, deu saudade de uma época boa da minha vida.
Hoje já não consigo mais seguir a contento.
um abraço e nada de comer cachorrinhos... galinhas ,peixinhos ,boizinhos rs

✿ chica disse...

Adorei o post e tua sinceridade...Isso é o melhor de tudo!!beijos,tudo de bom,chica

Kellen Bittencourt disse...

Oii Anne, eu não comeria o cachorro tadinho rsrsr mas como o boizinho a vaquinha a galinha e o peixinho numa boa desde que eu não veja eles morrerem, pode ser hipocrisia eu sei mas não sou perfeita, amo carnes! Gostei da sua participação! bjoooooss

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

É claro que amei a postagem, amiga!
Sempre achei contraditório amar os animais e comê-los.
Por isso, há alguns anos, decidi não comer mais.
Socialmente falando, é bem complicado, mas me sinto melhor assim. Não estou falando de saúde física, mas espiritualmente.
Beijocas!

Clara disse...

Oi, Anne...

Concordo com vc, tudo tem que ser naturalmente, sem ficar forçando nada. Não gosto muito dessas pessoas que ficam pregando o tempo todo pra gente não comer isso ou aquilo. Acredito no livre arbítrio e cada um faz o que lhe convier.

Qto a comer cachorro, num post do Alexandre Mauj, não sei se vc leu, eles comem porque é esse o costume. Do mesmo jeito que não entendemos como eles conseguem comer cachorro, eles não entendem como nós não conseguimos comer cachorro.
Cada um com sua cultura, né?

Beijos e ótima sexta!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...