quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Os presentes que não ganhei






OS PRESENTES QUE NÃO GANHEI
( Anne Lieri)





Fica difícil falar de presentes que não ganhei.

Não que eu seja mimada, mas sempre tive mais do que quis.

Nem sou santa, mas sempre ganhei mais do que esperava.

Nem meus pais eram ricos, mas aniversário e Natal nunca passavam em 

branco.

Fui muito agraciada, com certeza!

Teve um Natal apenas quando eu tinha uns sete anos, que todos os meus 

primos ganharam patinetes, mas eu ganhei uma boneca.

Eu me lembro de que minha irmã ganhou o patinete e meus pais disseram 

que era das duas, mas fiquei olhando todos os pequenos patinando e quis 

muito estar naquela brincadeira.

Fiquei andando pelo quintal com minha boneca e acabei escorregando numa 

casca de uva e quebrei a perna, em pleno Natal!

Todos os adultos preocupados com aqueles que estavam patinando e quem 

quebra a perna sou eu!

Penso que inconscientemente quis chamar a atenção e o fiz da pior maneira 

possível.

Sinto vergonha dessa parte da minha história porque senti inveja e depois 

culpa por invejar! É mole?

Mas depois patinei bastante quando tirei o gesso...

E minha irmã curtiu muito a minha boneca também!


Essa é minha participação na BC do Café entre amigos.

O tema dessa semana é: os presentes que não ganhei.


32 comentários:

ELAINE disse...

Anne querida! Sou a primeira! Uhuuuuu! Deixei comentário no post anterior também! Pelo qual agradeço mais uma vez! Foram tantos os desejos e vontades que passaram pelas nossas vidas.... Tantas que a gente ganhou e tantas que ficaram só no desejo.... Adorei tua participação na BC do Café! Bjo e abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia minha querida amiga carisma !
Imaginas que venho do blog do Barcelos com essa que ele nos deixou lá,rsrsrsrsrs

"Mas onde quer que eu vá
Nessa imensa blogosfera
É um tal de encontrá
Essa menina, a Severa!
Pra você eu quero dá
Beijo de maracujá
E outro pra Anne, que é fera!"

Achei o máximo e trouxe pra vc ler comigo,pois ele soube nos juntar dentro dessa amizade espetacular...

Quanto os presentes que não ganhei,vc soube poetar de forma amena ,sem dor...lindo sempre,tudo que escreves...
bjssssssssssssssssss

Everson Russo disse...

Interessante essa lembrança,,,me fez voltar no tempo também,,,,eu sonhava muito quando pequeno com aquele trenzinho que andava num longo trilho,,,,nunca tive,,,,mas foi bom sonhar....beijos de bom dia pra ti amiga...

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Ah, esse me emocionou... demais lindo...

E a troca com a irmã, no final, foi demais... a boneca ela curtiu, e voce andou de patinete... que lembrança maravilhosa e emocionante...

bjs com carinho!

ps.: Divulguei esse projeto no post "como divulgar". Vi ele por aqui, Café entre amigos. Muito legal! bjs

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Anne, entrei no Recanto dos autores e queria inclui-lo no Post, na parte de Projetos bacanas. Pelo que eu entendi, é só para quem já tem livros editados, é isso? pode até enviar textos e poesias e ser entrevistado por lá, mas tem que ter livro já editado. É isso? para mim explicar no post. Me avisa, tá? eu já coloquei lá.

bjs!

✿ chica disse...

rsssss...coisas de crianças..Essa aprontada no Natal? Foi demais,rsrs beijos,tudo de bom,chica

*Escritora de Artes* disse...

Oi Anne,

Quebrar a perna no Natal, só por Deus hein? rrsrs

Ainda bem que depois vc brincou muito com o patinete, rsrs

Abçs

Patricia Galis disse...

Tadinha quebrou a perna e gente que maneira hem amiga kkk
Esse patinete foi e é sensação até hoje mesmo.

Fofura de Cupcake & Cia disse...

Oi flor.. kkk, que péssimo ter quebrado a perna em pleno natal.. kkk
Beijos&Beijos , e um ótimo dia ^^

Gabriela Palombo disse...

kkk nossa que chato o que ocorreu, mas apesar de tudo como disse foi privilegiada por ter tido o que desejou, isso é benção de Deus.

Cris Henriques disse...

Oi Anne!

Tudo bem, menina?

Adoro teu blog, respira-se poesia e amor.

Gostei da tua participação. Quem é que em criança nunca quis ter um brinquedo que um amigo ganhou, não é?

São coisas da vida. :)

Um beijo,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

Christian V. Louis disse...

Que proeza! Os outros no patinete e justo você que se quebra. ahahaha.
Eu gostei da sua postagem, não foi do tipo que não assume o lado materialista que toda criança, de um jeito ou de outro, eu acredito que tem. Não penso que apenas pelo fato de ser pobre, uma pessoa não tenha desejos. Vivemos em um mundo capitalista e isto influencia. #1Fato.
Ainda bem que alguns postaram como nós postamos, pois eu achei que já ia passar vergonha nesta BC. rs.

Severa Cabral(escritora) disse...

http://seteramos.blogspot.com.br/

Esse é o link do nosso poeta Barcelos
Estamos na postagem antes da atual ...
Bjsssssssssssssssssssss

Maria Eduarda disse...

Nossa tbm desejei muito o patinete rs que pena que caiu na casca da uva ninguem merece rs

Waldir disse...

Coitada fiquei com pena esse patinete é desejo de muitos até hoje.

Arnoldo Pimentel disse...

Não precisa sentir vergonha, são coisas da infância, parabéns.

Cozinha de Mulher disse...

rsrsr Anne que fofo seu post...
E imagino como se sentiu ao ver todos com o patinete e você com a boneca..
Mas que triste o fato de ter se machucado..

Até hoje patinete é um brinquedo cobiçado né? rsrs
Beijinhos
Sheila

Kellen Bittencourt disse...

Oii Anne, que legal, que bom que vc foi uma criança assim tão agraciada, eu sempre tive medo de patins skates e patinetes! Que atire a primeira pedra quem nunca teve inveja amiga ainda mais sendo criança rsr bjoooooss

Rita disse...

Tadinha dela a perninha ficou de molho e o natal pifou...rsrssr mas gostei
do seu post ,e da maneira que colocou
Abraços com carinho
Rita!!!!!

Renata Diniz disse...

Anne! Depois de tanto tempo chego aqui através da BC. A vergonha que você sentiu por chamar atenção por causa do presente compartilhado só não é maior do que a minha de encontrá-la aqui só agora. Desculpe a demora. Adorei a sua participação. E daqui em diante nos vemos por aqui também. Beijos!

Valéria disse...

Oi Anne!
Muito legal seu depoimento!
É, quando crianças temos estes pecadinhos, mas é normal, faz parte.rss
Eu sempre desejei um velocípede, depois uma bicicleta, mas nunca tive, meus pais não tnham condição de me dar. Tanto que nunca aprendia a nadar de bicicleta, acho que por trauma.rssss
Beijinhos!

Idalia Henriques disse...

Olá Anne!
Adorei a forma como escreveu o seu post, a candura sente-se em suas palavras. Curioso, você é que ter partido a pena! São as tais coisas da vida, difíceis de explicar.
Vou seguir seu blog. Beijo
Idália Henriques
http://falandocomosmeusbotoes.blogspot.com

Jorge disse...

Patinete é bem desejado por crianças mas vc ter escorregado foi ruim demais mesmo.

Leninha disse...

Oi Anne!
Boa tarde!!!

Engraçado,amiga,nunca pensei em ter patinete...também,as patinetes da minha época eram de madeira e só os meninos usavam,rsrsrsrs.
O meu sonho era uma bicicleta,que nunca consegui.
Quanto à sua patinete ter que ser das duas,esta é uma maldade que já fiz muito com meus filhos e acabava desagradando todo mundo.Só depois de mais velhos foi que me contaram o tamanho da decepção.

Ainda bem que você não ficou tão marcada por este fato.

Bjssssss,
Leninha

Elisa T. Campos disse...

Anne
Que linda lembrança.

Beijos.

Toninhobira disse...

Criança é bem assim Anne nada de inveja, apenas queria estar na mesma da maioria.Lembranças que ficam e viram poesia.
Bela participação.
Mas quebrar a perna no Natal não tem preço,rsrs.
Mas eu quebrei o braço jogando bola no dia dos namorados,pode?
Um terno abraço amiga.
Beijo.

Simplesmente Li disse...

Oi Anne. Gostei muito do final da sua história, você e sua irmã partilhando os presentes. Parabéns pelo texto.
www.cantinhodali.com

Patrizia Dias disse...

Otima postagem minha filha quis esse patinete em 2005, resumindo um braço quebrado rs, fiquei com pena de ter caído e na casca de uva nossa acidente é uma coisa inexplicavel mesmo.

Gracita disse...

Anne querida. Não ganhar o presente desejado e ainda quebrar a perna... sofrido demais amiga. Adorei seu post.
Beijokas
Gracita

Cris Coelho disse...

Ai que bom ser simplesmente humana. Amei seu post Anne. Coloquei o seu selo no novo blog o Vai e Vem Atelie (quando puder veja e dê sua opinião) e vou voltar aqui mais vezes. Beijos

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Eu tenho uma liiiiista, amiga! A grana era pouca e os brinquedos sempre foram caros.
Beijocas!

Lílian Almeida disse...

aiai, também sonhei muito com uma mobilete, kkk, na minha rua tinha uma menina que vivia esbanjando a sua !

Beijo no ♥!
Tenha uma semana de sorridentes alegrias !
http://casascoisaseoutros.blogspot.com.br/

“Não sacrifique o dia de hoje pelo de amanhã.
Se você se sente infeliz agora, tome alguma providência
agora, pois só na seqüência dos agoras é que você existe.”
Clarice Lispector

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...