terça-feira, 24 de julho de 2012

Contraditório






CONTRADITÓRIO
(Anne Lieri)


Tão contraditório é o mundo,
Tudo tão incoerente!

Um completo absurdo,
Esse negócio de gente!

Discursos vazios, desconexos...
Atitudes frias, sem nexo...

Meu olhar atordoado
Não consegue ver a luz!

É gente enganando gente,
Gente que mente e seduz!

É tamanha discrepância,
Tudo tão disparatado,

Que penso morar no mato,
Me esconder lá, sossegado...

Dói ver dinheiro lavado,
E gente suja demais,

Coitado de quem é pobre
Nunca tem vez, nunca mais!

Gente que passa por cima,
Se torce de tanta inveja,

Quer ser dono da colina,
Ganância que deixa cega!

Nessa louca antagonia,
Vou me enquadrar num xadrez!

Ver gente matando gente,
Não espero a minha vez!

12 comentários:

Patricia Galis disse...

Lindoooo!!!! vc é boa demais com as palavras.

Valéria disse...

Oi Anne!
Muiiito bom! É uma tristeza mesmo, também tenho vontade de ir para o mato e viver alheia a tudo.rsss
Beijinhos e tudo de bom!

Everson Russo disse...

E vamos aprendendo com cada uma dessas contradições que o mundo nos proporciona....beijos de boa tarde pra ti amiga...

Malu disse...

E pensar que podemos ser o próximo alvo... Este mundo anda mesmo triste e cheio de pessoas doidas...
Gostei do poema.
Grande abraço!!!

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
ecos
de
la
tarde
callada
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
ANNIE

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BAILANDO CON LOBOS, THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA,JEAN EYRE , TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

José
Ramón...

Tunin disse...

Anne, nesse seu brincar com as palavras, a literatura enriquece.
Abração.

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Da dor e da desesperança também nascem lindas flores... assim como esse seu poema...
Me fecho indignada, também, ante as maldades humanas, mas nada me impede de novamente voltar a desabrochar... a esperança é a água a me regar...

beijos querida!!

Calu disse...

E dá mesmo esta vontade,
de no mato se esconder,
pra não ver barbaridades,
e este grande sofrer.

Em poesia , as verdades cantam alto e são mais ouvidas.
Bjkas Anne,
Calu

Fanzine Episódio Cultural disse...

BANALIDADE

Sob a mira de um revolver
A vida testemunha
Seus últimos instantes.
O gatilho dispara,
Enquanto um corpo em câmera lenta,
Despenca sobre uma poça de estatística.

(Agamenon Troyan)

Júllio Machado disse...

Fato; humanos e "humanos".
Um belo amanhã!

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Amiiiiga!
Eu até já pensei em fazer psicologia uma vez para poder entender o ser humano.
Perfeito, Anne!
Beijoquinhas!

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Amiiiiga!
Eu até já pensei em fazer psicologia uma vez para poder entender o ser humano.
Perfeito, Anne!
Beijoquinhas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...