sexta-feira, 4 de maio de 2012

O outono em mim






O OUTONO EM MIM
( Anne Lieri)


Trago em mim o tom castanho do outono
Como se em minha alma fosse cristalizado,
E se existe a beleza da folha livre, sem dono
Há sinais de um coração tristonho e abandonado!



No outono a vida segue seu curso ritmado
Lembranças voltam em papel carbono.
Trago em mim o tom castanho do outono
Como se em minha alma fosse cristalizado!




Sou tomada por uma dor aguda, um sono...
Das recordações daquele ser tão amado!
As sensações daquele tempo aciono,
Como se quisesse reviver todo o passado!
Trago em mim o tom castanho do outono...


* Repostei esse rondel antes que termine o outono, pois nem todos os amigos leram.
Espero que gostem!

8 comentários:

SONINHA disse...

Amei que você postou de novo, pois assim tive a oportunidade de apreciar um texto tão lindo, amiga!
Beijocas!

Arnoldo Pimentel disse...

O outono e seu jeito de ser, de habitar espaços.Lindo poema, beijos.

✿ chica disse...

Sempre vale a pena ler e reler teus textos!!Lindo!beijos,chica

Maria disse...

Minha amiga adorei! O encanto do outono com todas as suas nuances, tocando a natureza e as nossas vidas.
Bom fim de semana
Beijinhos
MAria

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Que versos lindos Anne!
Super profundo e reflexivo. adorei...lindo final de semana...b bejinhos

Vera Lúcia disse...

Lindo, Anne!
O outono, apesar de sua beleza, é uma estação nostálgica.

Ótimo final de semana.

Beijos.

manuela barroso disse...

E que bom foi teres postado, Anne!
Uma poesia que te fugiu do peito e apertou o coração aqui. Linda demais!
E que o castanho vire o ouro das noites calmas!
Obrigada por tuas gentis palavras
Abraço

Valéria disse...

Oi Anne!
Sempre bom rever o que é bom e belo. Acho que é por isso que estou nostálgica, é o outono.rsss
Beijinhos e um belo fds!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...