quarta-feira, 11 de abril de 2012

A presença da morte







A PRESENÇA DA MORTE
( Anne Lieri)



Assisti essa semana uma entrevista do ator Reinaldo Gianecchini para a Marília Gabriela.


Ele acabou de se curar de um câncer e uma coisa que ele disse me fez abrir bem os ouvidos: “_ Senti a presença da morte o tempo todo.”

O ator contou que nunca teve tanta consciência da presença da morte e que ele aceitou esse fato como parte do processo que estava vivendo.Não se revoltou e nem se entregou,mas aceitou.

Não ficou questionando: “_ Por que eu? Sou jovem, forte, bonito, tenho sucesso...”

Nada disso faz diferença quando chega o momento da morte.

Quem passa pelo que ele passou não pode fugir de pensar que a morte está muito perto e isso faz viver mais intensamente o presente.

Que grande contradição, não é mesmo?

Precisamos beirar a morte para desejar ardentemente a vida, querer viver mais plenamente e valorizar cada segundo!

É a sensação de ver o azul do céu muito mais azul, no momento em que se sai do hospital após dias lutando contra a morte.

Por isso estou sempre convidando a todos para comemorar a vida, se alegrar, sair do marasmo, da depressão, da paralisação!

Tudo o que eu estou tentando dizer apenas soa como um clichê desgastado, mas no lugar comum é que estão as boas dicas da vida! São as velhas frases do tempo das avós que contém a maior sabedoria!

Nunca sabemos quando a morte vai chegar, pois ela não tem preferências!

Então, não deixe para amanhã aquele abraço, aquele gesto de carinho, aquela visita, aquele passeio...VIVA!

E jogue fora aquele rancor, aquela mágoa antiga, aquele ranço do passado e...DEIXE VIVER!

A vida passa mais depressa do que pensamos e desejamos, então vamos curtir o que ela tem de melhor: AGORA!


Essa é a minha participação na 114* edição musical do Projeto Bloinques com o tema em grifo acima e inspirado nessa canção: I'll be your man- James Blunt)








16 comentários:

Ivana disse...

Anne, boa noite!
Tudo que você escreveu é a mais pura verdade, e ninguém está livre de passar por isso, que bonita a luta do Gianecchini e graças a DEUS ele está curado, eu o admiro muito e sou muito fã da Marília Gabriela, eita mulher inteligente!!!
Bjs

Ivana disse...

Anne, boa noite!
Tudo que você escreveu é a mais pura verdade, e ninguém está livre de passar por isso, que bonita a luta do Gianecchini e graças a DEUS ele está curado, eu o admiro muito e sou muito fã da Marília Gabriela, eita mulher inteligente!!!
Bjs

Paulo Francisco disse...

Então, vamos comemorar a vida!
Um beijo grande

✿ chica disse...

Anne, assisti essa entrevista e me emocionei muito, bem sabes que p´ra n´[os foi mais marcante ainda. Fiz questão que o Kiko assistisse pra ver a garra ,determinação e força!! beijos,chica

Everson Russo disse...

Eu vi a entrevista também, teve momentos emocionantes, e realmente a morte, por ser nossa unica certeza, está sempre nos rondando...beijos de bom dia pra ti.

Marcia disse...

Você tem toda razão minha amiga!Bjos!

Severa Cabral(escritora) disse...

BOM DIA MINHA QUERIDA!
O SER HUMANO(nós)ESTAMOS SEMPRE PRECISANDO OUVIR DO OUTRO SUAS EXPERIÊNCIAS DE VIDA PARA NOS CONFORTAR E SENTIRMOS MAIS FORTE TBM DIANTE DO OUTRO...
POSTAGEM RIQUISSIMA EM OTIMISMO!
BJSSSSSSSSSSSSS

edumanes disse...

A presença da morte me assusta
Mas nada contra ela posso fazer
Para todos elas é futura
Quem nasceu tem que morrer!

Melhor nela não pensar
Porque não se pode esquecer
Vamos por ela esperar
Até quando ela aparecer!

Desejo uma boa tarde pra você,
Um beijo
Eduardo.

Hana disse...

É isso amiga, não deixar para amanhã nada, viver o hoje e dar valor a tudo ao nosso redor, e dizer que ama, e viver feliz, mesmo com problemas, e daí, estamos vivos e com saúde para lutar né!E o mais importante agradecer a vida!
Mil beijosssssss
Com carinho
Hana

Élys disse...

Devemos viver o hoje com muita alegria, com muita gratidão a tudo e a todos, mas acima de tudo não temer a morte, pois avida é eterna.
Beijos.

Graça Pereira disse...

Assisti ontem aqui na RTP a uma entrevista que ele deu para a televisão portuguesa e gostei do seu equilíbrio e bom senso.
Estou convencida que, quando se aceita o que pode vir...a cura é muito mais certa! A revolta, piora a situação.
Que nos amemos todos...para não chorar depois.Beijocas
Graça

SONINHA disse...

Pura verdade,amada amiga Anne!!!
Amo tudo que você escreve!!
Gde sabedoria!!!
VIVER SEMPRE!!!!
Beijos no core!!Soninha!

Calu disse...

Anne,
subescrevo cada linha de teu oportuno post.Tbém vi esta entrevista e sintonizei-me com as mesmas passagens:sem revolta, o ator revela que conviveu com a presença de morte todo o tempo.
Uma lição ampla, conforme vc citou.
Que ele se fortaleça cada vez mais.Que nós aprendamos e sigamos os conselhos daí surgidos.
Bjkas,
Calu

Valéria disse...

Oi Anne!
Também assisti a esta entervista e muito me emocionei, foi um depoimento muito bonito e verdadeiro. Torço muito por ele e acredito que sua garra, sua lucidez o ajudaram muito. Vamos viver cada momento com intensidade.
Viver é o que importa, então vamos olhar para o melhor que a vida nos oferece.
Beijinhos!

Clara disse...

Bom dia, Anne

E eu que sempre falei da morte em muitos dizem que sou estranha.
Mas é isso mesmo, às vezes precisamos ficar cara-a-cara com ela pra ver que ela realmente existe.

Uma ótima semana pra vc!
Beijos

Eustáquio Pereira disse...

Pois é... por mais que seja a única certeza que temos, precisamos vez ou outra daquelas amargas recordações de nossa fugacidade. O Reinaldo é um cara que eu admiro nem tanto como profissional, mas como pessoa. Parece ter uma aura de bondade e sensibilidade que cria simpatia. Bom ler você. Abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...