domingo, 4 de dezembro de 2011

Uma história da vovó





Uma história da vovó
( Anne Lieri)


A vovó não podia se sentar na varanda para fazer seu crochê que seus dez netinhos já a rodeavam para contar histórias.
― Vovó, conta aquela história de quando conheceu o vovô? ― pediu Lucia.
― É...conta como foi que ele virou o diabo!...― completou Fabinho.
Vencida pelos netinhos d.Constancia concordou:
― Está bem! Está bem! Vou contar, mas todos bem quietinhos!
Todos ficaram em silêncio e compenetrados esperando o início da história.
Enquanto contava, d.Constancia voltou a ser mocinha novamente e se viu debruçada á janela de sua casa, junto com a prima Lucília.
― O nosso amor começou numa noite de carnaval aqui mesmo em Santo Amaro. Naquele tempo, o carnaval era bem diferente! Não havia essa bagunça que é hoje e as pessoas saiam na rua para brincar mesmo! Eu estava na janela da minha casa com a prima Lucilia ouvindo as marchinhas e vendo aquelas pessoas fantasiadas dançando subindo a rua...
― E o vovô estava fantasiado? ― perguntou Marcelo,ansioso.
― Se estava fantasiado? ― ela deu uma grande gargalhada― Seu avô estava vestido de diabo com garfo e tudo!
― Uau! ― disseram todos, surpreendidos.
― Eu estava na minha janela quando vi aquele diabinho cutucando as moças em todas as casas, com aquele garfinho de diabo,sabem?
Todos balançaram a cabeça,confirmando.
― Se ele vier aqui eu vou dar um susto bem grande nesse diabo assanhado!― comentei com minha prima.
― Não, Constancia! Não faça isso! Esse diabo até que é bem apanhado!...
― Deixe de ser espevitada,Lucília!
― Com um diabo desses eu até dava uma voltinha no inferno!
― Cruz credo, menina! Não fale isso nem de brincadeira!
― E o vovô era bonito,vovó ?― perguntou Luciana.
Constancia suspirou se lembrando:
― Ah! Isso ele era! Parecia um artista de cinema! Mas como adorava uma bagunça!...rss...E ele, lógico, assim que me viu já veio pro meu lado, com aquele tridente pra me dar uma cutucada!...rsss...Eu também não era de se jogar fora !...rss...
― E o que você fez quando ele se aproximou? ― quis saber Daniel.
Constancia riu e completou:
― Quando ele veio pra me cutucar eu dei com o mata mosca na cabeça dele!...KKKK...
― E ele se machucou?― perguntou Andréa.
― Não, eu não dei muito forte,não! Ele ficou meio tonto, mas não caiu!....rss...Apenas disse que eu era uma moça bem forte e me convidou pra sair e brincar o carnaval com ele.
― E você foi,vovó? ― disse Adriana.
― Fui nada! Meu pai, o seu bisavô, era bravo demais! Imagine se iria me deixar sair de casa e ainda por cima com o diabo!...rsss...
― E depois, você viu o vovô de novo?
― Ah, eu vi sim! Ele era do mesmo bairro e morava pertinho,mas nunca tínhamos nos visto antes! Depois disso, ele passava na minha janela todos os dias, cumprimentava, muito educado, trazia uma flor e foi se chegando...rss...até o dia em que pediu ao meu pai para namorar comigo.Acho que ele gostou de levar um mata mosca na cuca!...rss... E foi assim que o nosso amor começou!


Essa é minha participação no Projeto Suas Palavras,10ª edição suas palavras, com o mote:“ O nosso amor começou..."                                                                                  
Conto inspirado no meu avô paterno que realmente se fantasiava de diabo no carnaval e adorava ficar cutucando as moças!
Clique no link para participar:



10 comentários:

♥Soniaconsult♥ disse...

Que legal esta história Anne.
Sabe que até dava uma histórias curtas na RBS, srsrs
Fiquei imaginando cada cena junto com as crianças.
Bjos e um bom domingo

Everson Russo disse...

Super legal a historinha da vovó...beijos de boa semana pra ti querida.

Maria Luiza disse...

Muito fofinha e contada com todo o seu encanto! Beijão!Linda semana!

Valéria disse...

Oi Anne!
Linda homenagem!
Que saudade daqueles carnavais, eram de provocar belos sonhos, hoje lhe inspirou um belo conto.rsss
beijinhos e um lindo domingo!

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Que linda história! Emocionante mesmo! Bjs

Edilene disse...

Adorei a histórinha de amor! Antigamente as coisas eram mais devagar, mais encantadoras. Parabéns! Bom restinho de domingo a você! Beijos

✿ chica disse...

Linda e muito divertida tua história,Anne!Adorei,rsrs beijos,chica

Calu disse...

Adorei a história do vovô diabinho, que com suas diabruras conquistou o coração da vovò.
Doces causos de um tempo bom,Anne.
Bjkas,
Calu

M. disse...

Sabes escrever e tens imaginação...e humor:)


Boa sorte!

Tunin disse...

Um beleza de historinha, cheia de encanto. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...