segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Quebra de confiança






QUEBRA DE CONFIANÇA
( Anne Lieri)


Num relacionamento se há quebra de confiança, a coisa já paralisa!
É como os trilhos de trem que precisam estar em constante manutenção para que o trem ande certinho nos trilhos, deslizando suavemente...
Assim, tranqüilos, apreciamos melhor a paisagem!
Quando ocorre uma traição numa relação amorosa, de trabalho, de amizade, já se quebra o jarro que, colado nunca ficará igual.
Como muitos de vocês, já fui traída.
A dor é imensa, muitos sabem!
Primeiro porque amava aquela pessoa, colocava as duas mãos no fogo por ela, mas aconteceu...
Segundo porque minha autoestima foi abaixo de zero! Me senti a ultima das moicanas!...rss...
Se chorei?
Ao som de Cauby Peixoto e tudo:” Chorei,chorei...até ficar com dó de mim”.
Coração de corno não agüenta,gente!
Chora mesmo!...rss...
E inundei o meu travesseiro, com o amor próprio ferido!
Mas passou porque tudo passa, sabiam?
Passa, sim! Passa o tempo....Passarada...e vem o perdão!
Perdoamos primeiro a nós mesmos pelas tolices que fizemos.
Ninguém é inocente numa traição.
Podemos não ter traído, mas não correspondemos a alguma expectativa do outro!
Depois, perdoamos o outro.
 E tudo fica bem de novo,mesmo que cada um siga sua vida!


Essa é a minha participação na 9ª edição suas palavras do Projeto Suas Palavras que deve conter as quatro palavras grifadas no texto.
Clique para participar também!

15 comentários:

✿ chica disse...

Adorei o coração de corno,rsrs

Tu foste maravilhosa,mais uma vez!!!

Até o cauby lembraste!!!

Ótima participação!beijos,chica

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Excelente participação! Essa questão do perdoar é mais difícil! Bjs e uma linda semana!

♫*Isa Mar disse...

Bom dia Anne, realmente lidar com traições não é fácil, mas antes de tudo temos que nos amar e sempre quem sai perdendo mais é quem traiu, pensar assim ajuda um pouco rsss
Beijos e uma ótima segunda.

Dora Regina disse...

É muito ruim quando se perde a confiança em alguém, no relacionamento amoroso ainda é pior.
Linda poesia! ótima participação.
Um abraço...Paz e bem!

Everson Russo disse...

Quando se quebra a confiança, quebra tudo, principalmente o encanto que um dia foi forte,,,e pra recomeçar é muito complicado...beijos de boa semana e bom feriado pra ti ..

Tunin disse...

Traição é um mau que corroi, mas é possível o perdão. O traídor sempre é o mais fraco ( personalidade, competência,etc e tal).Muito boa a crônica.Colocastes para fora o íntimo do teu ser.Abração.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Anne!

Tema delicado este, para à volta dele tecer um poema. Sobre o dito não comento, prefiro falar sobre o rexto, de que a Anne se sai muito bem - como sempre...parabéns!

Beijinhos; boa semana.

vitor

Valéria disse...

Oi Anne!
Excelente participação!
Nooossa vivenciar uma traição não é fácil, geralmente lembramos da relação homem/mulher, mas existem outras tão significativas quanto ou até mais. Já vivenciei e digo não é fácil, ainda mais quando se tem que conviver com a pessoa(não foi o maridão!rsss). Há uma quebra, uma sensação assim, imagine uma árvore viçosa que aos poucos vai secando...
Desculpe, me empolguei!rss
Beijinhos e uma linda semana!

Moran, andarilho disse...

Cara Anne, existe outro tipo de traição com a qual também é difícil de lidar. É quando somos traídos não por um ser, mas por uma ideologia, pensamento ou religião. Recentemente me esbarrei com essa última forma, e acabou-se um relacionamento lindo, que nunca havia experimentado brigas, discussões ou traiçoes como a citada por você. Acabou por uma crescente e rápida intolerância devido a uma questão religiosa, da qual a minha contraparte havia se ligado e pela qual se deixou influenciar completamente, a ponto de jogar tudo pela janela "em nome de um deus" que não permitia que ela mantivesse laços com quem não fosse de sua igreja. E assim me vi derrotado por algo muito maior, metafísico e subjetivo, com o qual ainda não aprendi a lidar. Mas como você mesma disse, o tempo é soberano e há de aplacar esta dor. Parabéns pelo blog e um grande abraço, Moran

blog da Paraguassu disse...

Olá Anne,
Belo poema, querida. Parabéns por participar do Concurso.
Porém, sua postagem traz à tona um antigo e triste problema: o da traição.
Quando esta existe, você parece ter o chão a sumir sob seus pés. E o coração fica doído e machucado. Mas o tempo nos ajuda e tudo passa, como sempre.
Muitas vezes em nossa vida, Deus fecha uma porta e abre uma janela, onde encontramos muito mais do que o
que perdemos. Pense nisto!
Um ótimo feriado e fica com Deus.
Um grande beijo,
Maria Paraguassu.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Anne. Parabéns pela sua participação, ficou excelente e muito bem humorada.
Traição não é nada interessante, com ela vem grandes dores, mas na minha opinião, a traição é pior para quem faz, e não para quem é traído, pois o traidor, com certeza cedo ou tarde, pensará no que fez, e entenderá que a pessoa não merecia, e ainda que merecesse, é melhor se separar do que chegar a esse ponto.
Concordo num ponto em que você diz que o traído pode não ter traído, mas dado margem à um vazio, desinteresse, o que não justifica a traição, pois quem quer trair trai, e sem um motivo real.
As pessoas gostam de justificar os seus erros, é mais fácil e conveniente.
De qualquer modo, a sinceridade é sempre melhor, sempre, e penso que se houve uma traição, é melhor contar do que enganar a pessoa.
Existe uma diferença em ser traído e enganado.
Se traiu, é menos pior contar, quem sabe com o diálogo, as coisas se ajeitem com o tempo.
Eu sei que as marcas ficam, mas quem reconhece o seu erro e está disposto a não errar mais, merece uma segunda chance, depende da situação também.
Esse assunto é delicado, e dá margem para muito assunto.
Um beijo grande, e fique com Deus!

ॐ Shirley ॐ disse...

Você foi aprovada com louvor, Anne. Saiu-se muito bem, rs. Beijos no coração!

Sônia Silvino disse...

Para mim, traição é uma opção. Portanto, pode ser evitada. Quando não se ama mais, muda-se o caminho!
Beijos e parabéns!!!

claudete disse...

Adorei a sua participação , mas o melhor foi a sabedoria de compreender que não existe unilateralidade na traição, aliás a culpa sempre é dividida e quando captamos tudo isto fica fácil o perdão, mesmo cada um seguindo o seu rumo. parabéns Anne.

Edilene disse...

Adorei também! Gostei do coraçao de corno...rs... Também acho que dá pra perdoar com o tempo, mas em caminhos diferentes. "Trair e coçar é só começar" isso vai se repetir e não correria riscos de sobrer de novo! Beijos!

Olha os comentarios anteriores junto a seu poema são como uma blogoterapia!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...