terça-feira, 9 de agosto de 2011

Saudade do cata jeca





SAUDADE DO CATA  JÉCA
( Anne Lieri)


Que saudade do cata jeca
O velho ônibus de minha cidade!
Largava minha bicicleta
Pra estudar na faculdade!
                                    

Eu lá...na beira da estrada
Esperando a jardineira
Vinha um pouco estonteada...
Mas sempre muito faceira!


“Um passinho para trás,
Por favor, chegou mais um!”
Assim gritava o rapaz
Que conduzia o “jacum”!


Gente voltando da lavoura,
Outros indo estudar,
Tinha galinha,vassoura,
Tudo menos celular!


O ônibus ia lampeiro
Pelas estradas da vida!
Levava moleque trapeiro  
E a lembrança mais querida!



Esta é minha participação na 19ª edição desafio do “Projeto Creativite” com o tema: ônibus.

Clique no link e participe:

13 comentários:

Vivian disse...

Bom dia,Anne!!!

Adorei a poesia!!!!Leve e espirituosa!!!
Imagina andar num ônibus deste...deve ser divertido!!rsrsrsr
Beijos pra ti querida!!

Malu disse...

Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
Espero que goste da dica.
Um grande abraço

Arnoldo Pimentel disse...

Sentir saudades do tempo de criança onde na cidade também só tinha um ônibus. Beijos

✿ chica disse...

Puxa, me fez lembrar do meu ônibus escolar lá no Rio...Adorei!beijos,chica

Helena Chiarello disse...

Anne, que delícia!!

Como são gostosas (e românticas) essas lembranças!

Engraçado.. rs... Acho que essa denominação de "cata jeca" é mais comum do que eu imaginava... Na minha cidade também a gente chamava carinhosamente o transporte urbano assim.. rss

Adorei!

Beijo grande, menina voadora! (Tá quase... oba! rs)

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Agradeço a sua visita na minha entrevista e lhe deixo o meu carinho de coração a coração:

"Verdadeiros amigos independente da distância sempre serão AMIGOS!"


Tenha uma noite abençoada e conte sempre com a minha pobre oração,
Bjs de paz
Roselia

Márcinha Mendonça disse...

Oi flor parabens, poema mais lindo, este, ai que qdo li, veio me tantas recordaçoes, boas, que delicia,...
beijos amada e boa noite

Majoli disse...

Que bela participação Anne querida, ímpar.
Amei os versos, a imagem escolhida, e ter viajado no tempo pra compor essa linda poesia.

Parabéns.
Beijos com carinho.

LUCONI disse...

Anne meu anjo ficou um doce, além de leve, tem ritmo e nos leva para um tempo tão bom,que delicia parabéns beijos Luconi

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Anne!

Bonita e singela poesia esta, com o bom sabor a juventude e àqueles tempos que ficaram na memória.Se o Cata Jéca a puder ler, estou certo que irá ficar contente...Parbéns!

Beijinhos.
Vitor

Mari disse...

Oi Anne, que poesia mais fofita! Tem até jeitinho de cantigas de roda. Abraços

Tunin disse...

O teu leve poema, fez-me lembrar o saculejo dos ônibus "pé duro" da cidade interiorana nos bons tempos de criança. Resgatei-me, Anne! Abração.

Sônia Silvino disse...

Fizemos um passeio em Gramado num ônibus bem parecido com esse. Fomos colônia a dentro.
Ótima participação como sempre!!!
Liiiinda!
Beijocas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...