terça-feira, 14 de junho de 2011

O pecado mora ao lado




O PECADO MORA AO LADO
( Anne Lieri)

Janete e Rubinho eram casados há vinte anos.
Moravam numa boa casa, tinham dois filhos, trabalhavam fora e viviam sossegados.
A vida conjugal andava morna, pois haviam entrado naquela fase da acomodação e da rotina.
Janete não se tocava,até o dia em que se mudou para a casa ao lado,
uma linda mulher, verdadeira “Marylin Monroe”, loira, charmosa,cheia de curvas, delicada,inteligente! Enfim, uma deusa!
Toda a vizinhança se alvoroçou porque a moça,além de tudo, era solteiríssima!
Um dia, ela estava no supermercado e a tal vizinha apareceu pedindo para Rubinho ajudá-la a carregar algumas caixas para o quarto.
― A casa ainda está uma bagunça!...Sabe como são as mudanças!...― ela disse com um sorriso encantador.
Um pouco sem graça, pensando em Janete, ele foi até a casa da nova moradora e carregou as tais caixas.Já estava indo embora quando ela ofereceu um refresco, mas ele mais com medo da esposa do que por sua vontade, não aceitou e praticamente fugiu!
Isso não passou despercebido para a dona Cotinha que morava bem em frente e tratou de contar a Janete assim que teve uma chance.
Rubinho lia o jornal naquela manhã de domingo, quando Janete o interrogou:
― Já viu a vizinha nova?
Ele, fingindo distração, respondeu apenas:
― Não reparei direito...vi de longe...
Janete já ficou com a pulga atrás da orelha! Por que ele não disse nada?
Todos os homens estavam falando no assunto e na reunião da associação de bairro as vizinhas contaram como seus maridos andavam assanhados com a nova moradora.
Ela sabia que ele era louco por ela, mas agora ela temia que ela não fosse suficiente.
Começou a mudar os seus hábitos, cuidando mais de sua aparência e dando mais atenção a vida sexual.
Parecia uma leoa agora, sempre pronta para tudo a qualquer hora do dia ou da noite!
Rubinho estranhou aquela mudança e comentou:
― Que engraçado,amor!Voce nunca mais teve aquelas dores de cabeça...
Janete desconversou. Não queria que o marido percebesse que essa era sua tática para que ele não tivesse tempo de olhar a vizinha.
Até o dia que ele a colocou na parede e a fez contar o que estava de fato acontecendo.Cansada de mentir, ela confessou:
― Eu não quero perder voce, Rubinho! Sei que a vizinha anda de olho por aqui...e voce nem me contou que foi á casa dela!
― Amor, então é isso? Eu não contei para evitar que voce ficasse enciumada...ela é mesmo uma moça muito bonita,mas eu amo voce e não penso em mais ninguém! Pra mim voce é a mulher mais linda do mundo!
Entre lágrimas os dois se abraçaram e combinaram não mais fingir ser o que não eram,pois até Rubinho andava exausto e confessou que andava cochilando no trabalho pelas noites mal dormidas!
Assim, voltaram a velha rotina conjugal, mas com uma dose mais apimentada que melhorou muito o casamento!
Quanto a vizinha? No final, acabou se casando com um americano e foi morar nos EUA! E ninguém nunca mais ouviu falar dela!


Essa é minha participação na 2ª edição “Contos da carochinha” do Projeto Atrás do Pensamento com a frase: “ Ela sabia que ele era louco por ela, mas agora temia que ela não fosse suficiente”.
Clique no link para participar:

7 comentários:

✿ chica disse...

rsssssss...que imaginação,Anne e que bom que tudo se acertou e a vizinha boazuda se mandou.

Ninguém, mereeeece uma assim ao lado,rssr ...

ótima participação,adorei! beijos,chica

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Anne!

A competição, real ou imaginária, sempre incentiva à melhoria do desempenho de quem se sente ameaçado na sua posição.E afinal, a tal loura ameaçadora até acabou prestando um bom serviço...

Boa sorte no concurso.
Beijinhos.
Vitor

Tempestade disse...

kkk..adorei o texto, quanta imaginação você tem. Parabéns.

=D

bjinhos

Nina

ॐ Shirley ॐ disse...

Anne, que susto! Ainda bem que a vizinha bonitona escafedeu, rs. Nem imagino o que aconteceria se ela não fosse embora. Um beijo!

Bergilde Croce disse...

Anne,
Abraço grande!
A foto da Marylin é inesquecível e o texto muito bem humorado e rico em particulares de uma realidade que pode ser a de qualquer uma de nós nao,pois quem não ficaria de orelhas e olhos bem abertos com uma vizinha dessas... felizmente ela se foi pra bem longe deles!

Everson Russo disse...

E o mais interessante é que o amor venceu facil essa jornada, muitas vezes é tão dificil acreditar nos dias de hoje,,mesmo com a tentação....beijos de bom dia pra ti amiga.

LUCONI disse...

Anne antes de ir desci o cursor e encontrei este tesouro, um conto leve com uma pitada de humor, que delicia, beijos Luconi

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...