terça-feira, 5 de abril de 2011

Do nosso amor




DO NOSSO AMOR
( Anne Lieri)


Do nosso amor outrora intenso
Restaram versos odiados,
Um caminhar em desalento,
Teu rosto sério,desolado!
Restaram rosas que secaram,
Melodias inacabadas,
Uma aliança atirada,
Saudosas noites apaixonadas!
O nosso sol da meia noite
Sem brilho e sem emoção,
Palavras duras,açoites...
Que doem no coração!
Do nosso amor restou vidro
Que se quebrou na ciranda!
A inveja,o inimigo,
Fotografias,lembranças...
Restaram instantes vazios,
Olhares sem expressão,
Imensa angústia e vazio,
Compreensiva solidão!



4 comentários:

Perola disse...

A única que compreende um fim é a solidão. Pena que nem todos os amores são eternos porém...temos que ter habilidade de guardar o que foi bom e seguir em busca de um novo recomeço.
Lindo!!!
Beijos minha flor poeta rs

✿ chica disse...

Linda tua inspiração, triste, mas linda! beijos,chica

Sônia Silvino disse...

De alguns relacionamentos, ainda restam algumas coisas. Mas há outros dos quais não resta nada. Ou apenas mágoas e ressentimentos. Somos seres complicados.
Lindo texto, amada!
Beijinhos meus!

Everson Russo disse...

O amor tambem tem esse poder,,,de virar e se tornar pesadelo,,,grande beijo de bom dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...