quinta-feira, 17 de março de 2011

Canteiro de rosa




CANTEIRO DE ROSA
( Anne Lieri)

Rosa era menina quando conheceu André.
Moravam na mesma vila e iam juntos à escola.
Não se desgrudavam nem na hora do recreio.
As crianças zoavam:
— Namoradinhos! Namoradinhos!
Em casa os pais e vizinhos comentavam:
— Isso ainda vai dar casamento!
Já adolescentes começaram o namoro,sob a supervisão do pai da moça que era muito severo.
O tempo foi passando e o pai de Rosa precisou mudar com a família para o Rio de Janeiro,devido ao trabalho.
Lágrimas e muita tristeza na despedida dos enamorados,ainda meninos!
— Prometa que escreve todos os dias?
— Prometo,André!
E ele lhe deu uma rosa vermelha,sua preferida.


Nos primeiros seis meses Rosa cumpriu sua promessa:escrevia todos os dias!
Cartas lindas,cheias de juras de amor...
André correspondia,ardentemente!
Depois a correspondência começou a escassear.
O garoto foi para o exército e lá,só pensava em Rosa.
Seus longos cabelos negros,os lábios cor de carmim,seu corpo esguio e feminino!
Mas,veio a guerra e André foi convocado.
Anos se passaram e ele na Itália servindo bravamente seu país.
No Rio o pai  de Rosa tornou-se importante,a família ia a festas toda semana e não demorou a aparecer um pretendente para a jovem,que a cada dia florescia,como uma bela rosa!
Rosa não se esqueceu de André,mas cartas não mais chegavam,nem telefonemas e o pai a obrigou a casar-se com Gustavo de família influente e rica.
Fez-se assim,o casamento com grande pompa e anunciado pela mídia.
Viveu então,sua vida de mulher casada e mãe de cinco filhos.
De vez em quando,pegava as cartas antigas de André e as relia.
Cheirava a flor já seca pelo tempo e sentia saudade do namoradinho de infância.
Nunca mais tivera notícias.


Anos se passaram.
Rosa agora era uma bela mulher de meia idade.
Um dia,sua filha Ana Luisa,a convida para um almoço numa chácara onde iria apresentar seu namorado a família.
Ao chegar com seus filhos no carro da família,Rosa achou bonito o nome da chácara:”Chácara das rosas”.
Tudo era muito bem cuidado e Rosa apreciou a beleza das flores,o ar puro,os belos vales.
De repente depara-se com uma imensa plantação de rosas,de todos os tipos e cores.
Caminhou por ali,encantada quando viu um canteiro de lindas rosas vermelhas com a placa: “Canteiro de Rosa”.


Estranhou,porque apenas esse canteiro era nomeado e trazia “Rosa” com letra maiúscula.
O coração de Rosa quase saiu pela boca quando viu o pai do namorado de Ana vindo em sua direção.
O homem grisalho,de porte atlético,cabelos castanhos e aquele olhar tão verde,tão conhecido...era André!
Sorridente,cumprimentou a todos  que já saíram para suas caminhadas e brincadeiras,mas Rosa estava paralisada e ele também,pois a havia reconhecido.
Estendeu as mãos e ela as pegou.
— Rosa...minha Rosinha...quantos anos!
Ela sorriu,nervosa.
— André...é você mesmo?Pensei que nunca mais o veria...
— Eu estive na guerra e quando voltei fui fazer agronomia.Soube do seu casamento...foi notícia em todos os jornais!
Rosa explicou que não entendeu o sumiço dele e seu pai arranjou todo o casamento.
— Não importa mais.Isso já passou. Eu sabia que a veria aqui hoje.
Espantada,Rosa quis saber como.
—Sua filha,Ana Luisa...é a sua cara! Logo soube de tudo,inclusive que está viúva...
Ela concordou e completou:
— Gustavo teve um infarte há um ano.E você? Casou-se?
— Nunca me casei.Tive um filho,mas a mãe o deixou comigo.
André a olhou profundamente e ela sentiu que era uma menina novamente.Toda a história deles passou por sua mente em segundos.
André sorrindo apenas disse:
— Gostou do seu canteiro?
Rosa sempre soube que entre eles com certeza era amor!


 Este texto faz parte da blogagem coletiva do blog "Com certeza é amor"
que completa um aninho!
Deixo essas rosas para a amiga Jacque e desejo muito amor e muita inspiração!Beijos!




17 comentários:

Nuvembranca disse...

Feliz aniversário, o Blogs é lindo, bárbaro! Desejo sucesso e lindas inspirações que nos presenteia. O aniversário é seu, mas o presente é nosso! Flores perfumadas e muito carinho para você. Beijos poéticos. (nuvem)

Vivian disse...

Pelo amor de Deus Anne!!!

Como vou comentar se me fizeste chorar!!!Se tiver erros,me perdoa as letras estão embaçadas!!
Ah!...Que lindo, amo histórias de amor...me emocionam tanto!!
O que fizeste comigo!!Estou a tremer...
Ah!
Lindo...ah!ah!...

Vivian disse...

Oi!

Voltei! Já lavei o rosto!
Sou terrívelmente romântica!!
Histórias de amor mexem sempre comigo!!Morro chorando!!
Ainda bem que meu marido sempre me entende e não me acha louca!!
**Parabéns pelo aniversário!!!
Merece muitas felicidade e alegrias!!
Que tenha sempre muito sucesso!!
Beijos querida!!
PARABÉNS!!!

chica disse...

Um aARRASO,Anne!Belíssima tua participação!Valeu!Linda história e realmente era amor!!!beijos,tudo de bom,chica

Perola disse...

Nossa amada,que texto lindo!!!
Bem que dizem por aí que o que é do homem,o bicho ñ come rs.
Amei viu!!!
Vou visitar o blog que vc indicou.
Beijokas amada.

GRAÇA disse...

Anninhas para já adorei a história para tua amiga depois vou lá ao blog dela lhe dar os parabéns
Olha amiguinha sabes isto de eu ficar doente foi um pretesto que arranjei para não ir mais para escola,não achas que foi boa ideia?
...Turrinhas carinhosas ai para casa da vossa amiguinha
Kika

Amapola disse...

Boa tarde.

Que história linda... Viajei nela!
E foram felizes para sempre!

Um grande abraço.

Maria Auxiliadora (Amapola)

Graça Pereira disse...

Querida Amiga
Ainda bem que te encontri de novo neste blog descoberto por acaso... e através desta história belissima de amor. Parabens ao blog da tua amiga, pelo seu aniversário.
Espero não perder-te de novo.
Beijo amigo
Graça

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Anne Liere
Que festa mais linda!!!
E em festa posso chorar???
Vc me permite???
Creio que sim!!!
Um dos mais lindos posts que já li... me emocionou pois uma história de verdade como essa tem título na testa de que COM CERTEZA É AMOR... eu não poderia deixar de ler...
Agradeço a Deus o presente que Ele me deu no dia de hoje...
Deixo uma lembrancinha pra vc pela festa divina com um Tema tão envolvente e terno:
"Como as Folhas de uma Árvore são as Amizades que Deus nos dá! Tenhamos boas e santas amizades!"

Bjs festivos e to sentindo daqui o cheirinho do canteiro das rosas e o perfume da Rosa... Lindo!!!

Sônia Silvino disse...

Que linda participação, Anne, minha amada!
Beijinhos!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Anne querida,

Que história LINDA!!!
Me emocionou muito!!!
O Amor quando é verdadeiro e da Alma, não importa as voltas que o mundo dá, ele sempre une as pessoas.
Um grande beijo em seu coração!!!

Isa Mar disse...

Ai minha nossa, que participação belíssima a tua, como adorei ler isso!!!
Eu sou manteiga derretida pra ler essas histórias,pois encanta o meu coração e minha alma
Beijos pra ti e parabéns!

Aleatoriamente disse...

Como é lindo esse conto Anne.
Amei!
O amor sempre!

Beijo.
Fernanda

JGCosta disse...

Amiga, com certeza é amor!

Essa sua postagem ficou maravilhosa, não existe um tempo para o amor florescer!

Abraços e parabéns pela participação, vou conhecer o blog!

Perola disse...

Eu vim te desejar um exelente fds minha flor.
Beijokas milllllllllllllllllll

Lindalva disse...

Querida Anne feliz fiquei em deixar recado dizendo que vai participar do Pena de Ouro, só amiga que amanhã posto as primeiras poesias e ainda não recebi a tua :-( beijos e um doce FDS.

Luma Rosa disse...

Poxa! Perdi a blogagem! Chegando tarde na blogosfera e ainda não consegui visitar os blogues da última blogagem!
Anne, que história linda de amor e espero que seja verdadeira! Isto nos anima e alimenta o nosso lado romântico!!
Bom fim de semana! Beijus,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...