quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Serenidade



SERENIDADE
(Anne Lieri)


Fim de tarde no atol
O sol faz o seu bailado...
Extasiante o olhar
Na mente,serenidade...

Um momento de magia,
Sagrada observação,
A natureza irradia
Paz da tua criação!

Esqueço a calamidade
Dos arredores do mundo,
Egoísta contemplação,
Alma em estado profundo!

No palco,o astro maior
Faz voar os pensamentos...
Tudo o mais é tão menor,
Diante desse momento!

Enquanto o sol se vai
Num show de nuvens e cores,
Entre meus dedos se esvai
A saudade e suas dores!

As armadilhas da vida
Tão insignificantes!...
Serenidade pedida,
Fica aqui,mais um instante!


5 comentários:

Meri Pellens disse...

Que lindo poema, Anne!
Estou levando seu selo para minha página "Vale um clic", viu?
Beijo na alma!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Anne, é mesmo lindo o seu poema.
Obrigada pela sua visita.
O Wordpress não permite seguidores.
Beijinho

Sandra Botelho disse...

Lindo demais...
E que a saudade e suas dores partam pra bem distante do teu coração.
Bjos achocolatados

Ives disse...

Nossa, lindo lindo, a natureza é a maior fonte de inpiração né, abraços

Malu disse...

O blog é da minha amiga Irene, que gentilmente postou o meu poema por lá. Não é meu não.
Abraços e obrigada
Sigo por aqui também porque gostei muito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...